terça-feira, 17 de agosto de 2010

Em uma tarde...

As batidas do relógio denunciam
Não suporto, essas chamas que amaciam
Tentar cegar meus espelhos é uma opção
Mas porque machucá-los se tudo é uma ilusão?

Procuro em meus lençóis um afago
Aconchego, carinho, sedução
Mas eles só me dão abraços
Que já me deleito só de ter em mãos

Quero estar com aqueles
Aqueles só na imaginação
Aqueles que nos sonhos
Aqueles no coração

Voar na mente
Labirinto de serpentes
Que me atacam e apertam
Até cair em outra versão

Talvez seja demente
Ou minha mente delinqüente
Em confiar naqueles
Aqueles de antes
Que agora estão
Estão a salvo de mim...

versos do meu grande amigo Jean...gosto muito da importância que ele tem...de versos a textos que por sinal sempre me ajudam!...não vou dizer muito porque sou fã...mais dedico esse espaço a você!e obrigado por estar sempre presente...s2'

2 comentários:

Leandro Leal disse...

É, Leko, somos dois grandes fãs de Jean. Me diz: tem como não se sentir 'tocado' pelas coisas que ele diz ou escreve? NÃO! (ps: Leko tá me representando mt bem enquanto não posto bo blog... VALEU!)

Leko Galimberti disse...

verdade...não tem como mesmo não se sentir 'tocado' por tudo o que ele faz...esse blog tem a sua cara Lee'^^ Rs' volte logo a postar o/

Postar um comentário