quarta-feira, 5 de maio de 2010

E as minhas personalidades?

É, chegou a hora. Terei mesmo que falar sobre minhas personalidades!

Como eu já havia dito, consegui, ao me observar, perceber pelo menos 3 personalidades distintas. Elas estão o tempo todo presentes, apenas se evidenciando uma ou outra em determinadas situações. Ora são bastante nítidas, ora tão embaralhadas e co-viventes que fica impossível definir qual delas está em evidência. Nos textos, porém, fica mais fácil identificá-las. Mas então, vamos a elas:

1) A primeira delas se manifesta, nos textos, entre parênteses ( ). Esse é o Leandro super-sincero, repressor, moralista! É ele que me obriga a dizer o que penso (ou o que eu não queria pensar). Se usássemos, como analogia, a teoria de Freud, chamaria essa personalidade de SUPEREGO (É a parte moral da mente humana e representa os valores da sociedade).

2) A segunda é manifestada, nos textos, entre colchetes [ ]. Esse Leandro aparece com maior frequência que o primeiro e é o mais alegre de todos. Ele é pulsante, extasiante, tem os sentimentos à flor da pele. Se manifesta de forma natural e espontânea, nas mais variadas situações. É dessa personalidade que advém a maior parte dos meus problemas! rs Pra continuar com a analogia freudiana, diria que essa é a ID ( O id é formado pelas pulsões - instintos, impulsos orgânicos e desejos inconscientes. Ele funciona segundo o princípio do prazer).

3) Esse Leandro, o último dos que são conhecidos por mim até o momento, é o recalcado, resultado da pressão do primeiro sobre o segundo. É o que se mostra feliz, mesmo não estando. Enfim, é o que está em evidência na maior parte do tempo. Esse é o Leandro que você provavelmente conhece! Pra terminar a analogia, esse é o EGO (A principal função do ego é buscar uma harmonização inicialmente entre os desejos do id e a realidade e, posteriormente, entre esses e as exigências do superego).

Enfim, agora você tem um pouco mais de conhecimento sobre mim, sobre minhas faces. Mas não se confunda: eu tenho diferentes personalidades, o que é diferente de ter 'duas caras', ser falso. Pra piorar toda essa história, existe a bipolaridade. Ou seja: tenho pelo menos 9 personalidades, de fato. Como? Eu explico!

Se tenho 3 personalidades, e sou bipolar, significa que cada personalidade fica sujeita a estar em um dos pólos opostos. Isso já dá, se fizermos a conta, 3 x 2 = 6. É, mas faltam 3! Sim, faltam. Mesmo sendo bipolar, existe um meio-termo, um centro de personalidade. Então, cada uma das personalidades também tem uma personalidade central. Somando às 6 anteriores, temos 9 personalidades.

Então está aí a resposta por eu ser tão ANORMAL, aloprado, louco, varrido, doente, etc rs. Afinal: você acha que é fácil ser normal com tudo isso de Leandros? ashauhs

É isso, entendeu? Noite, cumade e cumpade. Até o próximo encontro! Evoé! :D



Hoje, excepcionalmente, como demorei a escrever o texto, vou postar 2 bipolômetros.

Bipolômetro 1: há mais ou menos 1 hora eu estava MUITO calmo, alegre, confiante, apesar de bastante extasiado e pensativo com as últimas coisas que têm acontecido em minha vida.

Bipolômetro 2: de 20 minutos pra cá, fiquei nervoso, irritado, perdido, medroso. Minha mãe me deu uma notícia que me deixou pensativo e me fez soltar a seguinte expressão: Ih, fudeu!

2 comentários:

Jean Meneghelli disse...

Mesmo com essas descrições todas que você fez sobre O LEANDRO, não acredito que te conheça melhor. Porque é muito difícil se definir e achar quem você é. Mas que bom que você me alertou sobre suas 9 personalidades. Tenho que aprender a lidar com todas elas :D

Dan disse...

Tahtah!! Ja Li o Blog todo! Virei Fã... Aliaz?! quando tem mais?!???? To Viciado!!

Postar um comentário